Lista de Indicados ao Prêmio CPT 2012

Foto da última edição do Prêmio CPT

Comissão julgadora do Prêmio CPT 2012:

Christiane Galvan (Cia. Vagalum Tum Tum)

Ênio Gonçalves (Ator)

José Cetra Filho (UNESP)

Luiz Fernando Ramos (USP)

Raquel Rollo (Trupe Olho da Rua – Santos)

Lista de indicados:

1 – Dramaturgia: criação individual ou coletiva em espetáculo apresentado em sala convencional, rua ou espaço não convencional:

1. “Fábio Resende” por “Corinthians, meu amor – segundo Brava Companhia, uma homenagem ao Teatro Popular União e Olho Vivo”, Brava Companhia.

2. “Cássio Pires” por “Ifigênia”, Cia. Elevador de Teatro Panorâmico.

3. “Paulo Santoro” por “Plínio Contra as Estrelas”, Cia. Santa Cacilda.

4. “Coletiva” por “Barafonda”, Cia. São Jorge de Variedades.

2 – Direção: criação individual ou coletiva em espetáculo apresentado em sala convencional, rua ou espaço não convencional:

 1. “Antônio Araújo” por “Bom Retiro958 Metros”, Teatro da Vertigem.

2. “Kleber Montanheiro” por “Cabeça de Papelão”, Cia. da Revista.

3. “Coletiva” por “Barafonda”, Cia. São Jorge de Variedades.

3 – Elenco: em espetáculo apresentado em sala convencional, rua ou espaço não convencional:

1.  La Mínima, por “Mistero Buffo”.

2. Cia. Elevador de Teatro Panorâmico, por “Ifigênia”.

3. Boa Companhia, por “Portela, patrão, Mário, motorista”.

4. Brava Companhia, por “Corinthians, meu amor – segundo Brava Companhia, uma homenagem ao Teatro Popular União e Olho Vivo”.

4 – Trabalho apresentado em sala convencional

1. “Mistero Buffo”, doLa Mínima.

2. “Ifigênia”, da Cia. Elevador de Teatro Panorâmico.

3. “Macbeth”, com direção de Gabriel Vilela.

5 – Trabalho apresentado em rua:

1. “Barafonda”, da Cia. São Jorge de Variedades.

2. “Taiô”, da Cia. do Miolo.

6 – Trabalho apresentado em espaços não convencionais:

1. “Mateus,10”, Tablado de Arruar.

2. “Corinthians, meu amor – segundo Brava Companhia, uma homenagem ao Teatro Popular União e Olho Vivo”, Brava Companhia.

3. “Quase-Memória”, A Digna Companhia de Teatro e Dança.

7 – Trabalho para platéia infanto juvenil: apresentado em sala convencional, rua ou espaço não convencional:

 1. “Jucazécaju”, Cia. Circo Mínimo.

2. “Bruxas, Bruxas… e Mais Bruxas!”, Grupo As Meninas do Conto.

3. “Esses Olhos tão Grandes”, Cia. de Teatro Mevitevendo.

8 – Grupo ou Companhia revelação: do interior, litoral ou capital do Estado:

 1. Trupe Sinhá Zózima.

2. Grupo Teatral Parlendas.

3. Teatro do Kaos (Cubatão-SP).

9 – Trabalho apresentado no interior e litoral paulista: em sala convencional, rua ou espaço não convencional:

 1. “A Falecida”, Teatro do Kaos (Cubatão-SP).

2. “Portela, patrão, Mário, motorista”, Boa Companhia (Campinas-SP)

3. “Circo di Due”, GTI – Grupo Teatro do Imprevisto (São José dos Campos-SP).

10 – Projeto Visual: compreendendo a integração orgânica entre os elementos plásticos e visuais do espetáculo e sua realização cênica – iluminação, cenografia, figurino, adereços e maquiagem:

 1. “As Desgraçadas”  direção: Beatriz Morelli. Cenografia, iluminação e fotos: Ding Musa, Cenotécnico: Pedro Terra, Figurino: Mira Andrade e Assistente de figurino: Rita Batata. Cia Auroras.

2. “Bom Retiro 958 Metros” – Direção: Antônio Araújo. Desenho de luz: Guilherme Bonfanti, Direção de Arte: Amanda Antunes e Carlos Teixeira, Figurinos: Marcelo Sommer, Coordenação de figurinos: Kassia Garcia, Imagem: Grissel Piguillem e Midiadub. Teatro da Vertigem.

3. “Jucazécaju” – Direção: Carla Candiotto, Desenho de Cenografia, figurinos e adereços: Marco Lima, Iluminação: Wagner Freire e Adereços (Confecção): PalhaAssada Atelier. Cia. Circo Mínimo.

11 – Projeto Sonoro: compreendendo a integração orgânica entre os elementos sonoros do espetáculo e sua realização cênica – palavra, canto, trilha original ou adaptada, arranjos e sonoplastia:

1. “Bom Retiro 958 Metros” – Teatro da Vertigem.

Trilha Sonora Original: Érico Theobaldo e Miguel Caldas, Desenho de som: Kako Guirado, Preparação Vocal: Isabel Setti.

2. “Cabeça de Papelão – Cia. da Revista.

Direção Musical: Adilson Rodrigues, Músicos: Gabriel Hernandez e Nina Hotimsky.

3. “Mistero Buffo” – LaMínima.

Direção Musical / Música originalmente composta: Marcelo Pellegrini, Música do Entreato: “O Romance das Caveiras”; Alvarenga, Ranchinho e Chiquinho Sales, Poema musicado: “Ave Mari das Eleições”; Leandro Gomes de Barros e Execução de músicas: Fernando Paz.

12 – Ocupação de espaço: compreendendo sala convencional, rua ou espaços não convencionais, no interior, litoral ou capital do Estado:

1. Cia. São Jorge de Variedades por “Barafonda” – com o espetáculo itinerante que percorre as ruas do bairro da Barra Funda SP.

2. Teatro da Vertigem por “Bom Retiro958 Metros ” – com o espetáculo itinerante que percorre as ruas do bairro do Bom Retiro SP e termina no antigo Teatro Taib.

3. Companhia Teatro de Heliópolis “O Diaem Túlio Descobriu a África” – Ocupação da Casa de Teatro Maria José de Carvalho.

13 – Publicação dedicada ao universo do teatro: suas diversas vertentes, relações e linguagens, em projetos de grupos e companhias teatrais, instituições ou similares:

1. Nem Uma Lágrima – Teatro Épico em Perspectiva Dialética Iná Camargo Costa. Editoras: Expressão Popular / Nankin Editorial.

2. Das Margens e Bordas – Relatos de Interlocução Teatral – Companhia Estável de Teatro 10 Anos. Organização Iná Camargo Costa.

3. Caderno de Erros II Brava Companhia. Relato de processo.

4. Revista “Sobe?” Cia. Elevador de Teatro Panorâmico. ANO II.

14 – Grupo ou Cia com sede em “espaços fora de circuito comercial ou tradicional”:

1. Espaço Teatro Abertoem Santos SP.

2. Casa Três de Artesem Guarujá SP.

3. Oca – Espaço Sede Nativos Terra Rasgadaem Sorocaba SP.

15 – Prêmio Especial:

1. Intervenção 22 – os 90 Anos da Semana de Arte Moderna – Cia. Antropofágica de Teatro – Dia 08 de abril de 2012. Participação de Thiago Abdalla, Lígia Campos, Cia. Estável de Teatro, Cia. Estudo de Cena, Companhia do Feijão, Brava Companhia e Kiwi Companhia de Teatro, que começou no saguão do Theatro Municipal e depois percorreu as ruas com as Máquinas de Intervenção Urbana até o Espaço Pyndorama (Sede do grupo).

2. Projeto 7 leituras, 7 autores, 7 diretores do SESC Consolação. Concepção e direção geral de Eugênia Thereza de Andrade que realiza ciclos de leituras dramáticas convidando atores e diretores de vários grupos e quadrantes para dirigí-las.

Autor(a): Imprensa CPT

Compartilhar

6 Comentários

  1. Prêmio da Cooperativa vai se firmando como uma realização de força para o nosso teatro. Formidável trabalho, grandes indicações parabéns a todos!!!

  2. Parabéns a todos os indicados e ao primoroso trabalho da comissão!

  3. Parabéns aos Santistas e aos da região: Kaos, Casa 3, Espaço Aberto, Neyde Veneziano… Orgulho em sabê-los.

  4. Adorei a indicação merecida de “Cabeça de Papelão”

  5. premiação com a cara da realidade. parabéns pela seleção dos indicados.
    é sempre necessário olhar para todos os lados.

  6. Orgulho do trabalho dedicado da Trupe Sinhá Zózima, indicado como revelação!!!! Torço sempre por vcs!!!

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *