Resumo das atividades da Cooperativa na semana de 24 a 28/2

Em Brasília, as Cooperativas Culturais travam uma batalha por sobrevivência. Em São Paulo, a luta pela ocupação em prol da cultura por um espaço que há muito tempo não era usado. Veja um resumo das principais atividades da Cooperativa Paulista de Teatro nesta semana.

Audiência pública Emenda 49 – Desoneração PIS/ Cofins para Cooperativas Culturais 

Dezenas de parlamentares já declararam apoio aquilo que vai salvar as cooperativas de cultura do Brasil: a emenda 49. Mesmo após sucessivas conversas e visitas feitas por membros da Coooperativa Paulista de Teatro,  Cooperativa de Música, Cooperativa Paulista de Circo, e nesta semana também com a participação da Cooperativa de Dança, o relator Eduardo Cunha não citou a emenda  durante audiência pública realizada na última quarta-feira em Brasília.  E o que isto significa?  O risco é iminente, mas a batalha ainda está de pé.

Ao longo dos últimos meses, estamos publicando notas sobre a importância da emenda, bem como exemplos de como vocês, cooperados, podem colaborar nesta luta. É muito simples. Envie um e-mail para o deputado Eduardo Cunha (PMDB), relator da MP 627 que tem se posicionado a  CONTRA a emenda 49. o  Neste post, o ator Paulo Celestino explica sobre a importância da MP e oferece um modelo de email a ser enviado para o deputado.

Por falar em luta, contamos com mais aliados: o senador Eduardo Suplicy. No Ministério da Cultura, contamos com a assessora especial Anna Lopes e do secretário executivo Marcelo Pedroso.

 Os 35 anos de nossa Cooperativa estão em jogo. Faça pressão! Envie emails para dep.eduardocunha@camara.leg.br e para cgm@cultura.gov.br. 

Ocupação Casa Amarela – Movimento de Ocupação dos Espaços Públicos Ociosos 

Na última sexta (21), o Movimento de Ocupação dos Espaços Públicos Ociosos ocupou a Casa Amarela. Aquela mesma que estava abandonada há muito tempo na esquina da Consolação com a rua Visconde de Ouro Preto, no centro da cidade. Em poucos minutos, faixas e bonecos coloridos davam vida à casa e ao conceito dos Ateliês Compartilhados :espaços públicos ociosos, cedidos por meio de contrato de comodato para coletivos artísticos que elaborem e realizem ações de compartilhamentos estéticos, estendendo-as inclusive à população da cidade.

A ocupação segue até hoje e segue com uma intensa programação nos próximos dias, inclusive no Carnaval! Saiba mais sobre o movimento e confira a programação clicando aqui.

Autor(a): Ana Caroline Lima - Imprensa CPT

Compartilhar

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *